Arquivo por categoria Jorge Mendonça

Mais Jorge Mendonça

Abaixo segue um video que meu amigo Luis indicou, Jorge Mendonça jogou muito nesse jogo apesar de não ter feito gol, fez duas assistências (2o. e 5o. gols), detalhe também para o golaço de Jorginho.

Palmeiras 5 x 1 Santos – 1979

Gol de Jorge Mendonça no Maracanã narrado pelo Osmar Santos

Olhaí o gol (de canela) do Jorge Mendonça contra o Flamengo em 1979.

Salve Jorge!

Jorge Mendonça

Há um tempo atrás eu publiquei uma lista com 99 razões para ser Palmeirense, vocês podem conferir este post aqui.

Uma dessas razões era uma pessoa apenas e era:

Jorge Mendonça

Jorge Mendonça apenas, já é uma razão suficiente para alguém ser palmeirense, Jorge Mendonça esculachava, é daqueles jogadores inesquecíveis que dá saudade.

Ontem os 2 gols de fata do Assunção. lembrou aqueles 2 gols também de falta do Mendonça em 1979, eu puliquei o video desse jogo no post anterior deste.

Jorge Mendonça faleceu jovem com 52 anos apenas em campinas, numa situação e história triste que prefiro nem contar isso agora. Prefiro recordar apenas da alegria de Jorge em Campo. Do Jorge que jogou e fez bonito no Palmeiras. Jogador com a cara do Palmeiras.

Salve Jorge! Salve Jorge Mendonça!

Pra matar a saudade – Jorge Mendonça

Esse é dedicado ao meu grande amigo Luizão. Abaixo um video de 1979 que o grande Jorge Mendonça, igual ao Assunção ontem fez 2 gols de falta.

Abaixo, os melhores momentos do jogo de ontem com os 2 gols do Marcos Assunção:

Que saudade do Jorge Mendonça

Jorge Mendonça jogou no Palmeiras de 75 a 80, um dos maiores jogadores da História do Palmeiras. Eu sou de 1978, nunca tive o prazer de ver Jorge Mendoça jogar, mas tenho uma história para contar, ele foi meu ídolo de infância junto com o Zetti, o Zetti eu vi jogar no Verdão e todo palmeirense sabe que no Palmeiras ele pegava muito, mais um goleiro que fez juz a escola de goleiros do Verdão, infelizmente por um erro da diretoria que não o apoiou quando ele quebrou a perna naquele jogo contra o Flamengo que o Gaúcho pegou 2 penaltis (eu estava lá), o Zetti acabou indo para o outro lado do muro e ganhou tudo o que poderia ganhar por lá.

Jorge Mendonça para mim era uma lenda, porque quando eu era criança todo palmeirense só falava do Jorge Mendonça, Jorge Mendonça nessa época jogava pelo Cruzeiro e o Palmeiras já estava começando a ficar carente de ídolos nesse período (anos 80), Jorge para mim era como o Valdívia (outro Jorge) na época, chegou ao Palmeiras no fim de era de títulos, fez história, ganhou 1 título paulista (1976) e foi embora no auge em 81 se não me engano.

Em 85,86 já passados 5 anos da saída do Jorge Mendonça do Verdão, ainda se falava dele com grande estusiasmo, eu ali criança sempre ouvindo as histórias do grande Jorge Mendonça, ficava maravilhado. Jorge era o cara que tinha barrado o Zico na Seleção, Jorge era o cara dos 4 x 1 do Verdão em cima do Flamengo de Zico em pleno Maracanã, Jorge era o cara que usava um Black Power, Jorge era realmente o cara.

Jorge Mendonça

Jorge Mendonça

Quando retornei ao Rio de Janeiro em 1987, eu era um palmeirense verde, por mais pressão que teve para eu trocar de time, sempre fui palmeirense e só, nunca torci para nenhum time do Rio, apenas tinha um certa simpatia ao Fluminense porque o Fluminense era o único do Rio que tinha Verde na sua camisa, mas era apenas uma pequena simpatia nada mais do que isso, lá no Longínquo Rio de Janeiro pra esta criança na época, que era praticante impossível se conseguir uma notícia do Palmeiras, lembro que quando saía uma notinha do Palmeiras no Jornal dos Sports eu ficava todo feliz, sempre recortava a notícia e guardava como se fosse ouro, nessa distância de informações que eu vivia na época, quando eu falava que era palmeirense em qualquer lugar, os mais velhos sempre diziam, “Jorge Mendonça” e diziam com respeito, pois Jorge Mendonça além de ser do Rio era um baita de um jogador, era o jogador que tinha calado o Maracanã de Zico. Isso só fazia a minha imaginação de garoto decolar.

Putz, esse cara é o tal! Jorge Mendonça, mesmo sem nunca tê-lo visto jogar, Jorge Mendonça era meu maior ídolo ao lado de Zetti.

Salve Jorge, eu sou devoto de São Jorge (Sim, sou palmeirenses e gosto de São Jorge), na música me emociono com Jorge Ben que também é o cara, se eu tivesse um filho certamente ele se chamaria Jorge, não por conta de São Jorge, Jorge Ben ou até do Jorge Valdívia, não que eles não merecessem esta homenagem, mas por causa do Jorge Mendonça.

Recentemente, quando voltava pra casa do jogo Palmeiras 0 X 0 Oeste, estava no metrô, eu todo molhado com a camisa do Verdão e outros gatos pingados palmeirenses na mesma situação, quando de repente ao sair do vagão um senhor perguntou aos palmeirenses ali no trem, qual era o resultado do jogo do Verdão, quando foi informado do sofrido empate de 0 a 0 contra o “grande” Oeste, ele antes de sair do Vagão disse.

“- Que saudade do Jorge Mendonça”

Jorge Mendonça

E saiu do Vagão com uma cara de saudosismo misturada com tristeza.

Eu ali sentado todo ensopado também senti saudades do Jorge Mendonça, mesmo sem nunca te-lo visto jogar.

99 Razões de Ser Palmeirense

Existem infinitas razões de ser palmeirense e ter orgulho disso, abaixo eu listei apenas 99 delas.

 

01. História de luta
02. Estádio Palestra Itália
03. Classe de Ademir da Guia
04. Paulista de 93
05. Linha atacante de raça
06. Palmeiras é clube de tradição, não de moda
07. Alex, o gênio
08. Escola de goleiros
09. Arrancada heróica
10. Comemorações do Paulo Nunes
11. Palmeiras 6 x 1 Boca Juniors
12. Au, Au, Au, Edmundo é Animal
13. Raça de Dudu
14. Supercampeonato Paulista de 59
15. Único clube que representou bem a seleção brasileira (Brasil 3 x 0 Uruguai)
16. Nosso CT, a Academia do futebol
17. Recorde mundial de invencibilidade em casa
18. Títulos limpos, sem ajudas de árbitros e tribunais
19. Evair, o matador
20. Luis Pereira e sua incrível técnica
21. Taça Rio 51
22. Único clube paulista que pode usar sua camisa número 1 (Verde) em TODOS os clássicos
23. Palmeiras 4 x 2 Flamengo, emoção até o último minuto (Euler aos 43 e 45 do 2o. Tempo)
24. Brasileirão 94, em cima dos gambás
25. Estação Palmeiras-Barra Funda
26. Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 67 e 69
27. Clube mais italiano do Brasil
28. Uniforme verde-limão
29. Nossos mascotes: Periquito e Porco
30. No Primeiro Clássico: Palestra Itália 3 X 0 Corinthians (Hat-Trick do Caetano)
31. Waldemar Fiúme, o pai da bola
32. Torcida que canta e vibra
33. Taça Brasil de 60 e 67
34. Palestra Itália 8 x 0 Corinthians
35. Pentacampeão do Torneio Rio-São Paulo
36. Campeão do século XX
37. Único clube brasileiro a liderar o ranking da IFFHS
38. Palestra Itália 11 x 0 Inter de Limeira
39. Copa Mercosul 98
40. Único time a fazer frente ao Santos de Pelé
41. Vantagem nos confrontos contra praticamente todos os clubes do Brasil
42. Jorge Mendonça
43. Julinho Botelho calando o Maracanã
44. 4ª maior torcida do Brasil
45. Tonhão, Tonhão, Tonhão, Tonhão, Tonhããããoooo!
46. Único campeão paulista com 100% de aproveitamento (1932)
47. Émerson Leão (enquanto goleiro)
48. Jair Rosa Pinto
49. Oswaldo Brandão
50. Djalma Santos, o melhor lateral direito de todos os tempos
51. Palmeiras 3 x 0 Corinthians, em 2007 (Com direito a tarantela e tudo)
52. Podemos rir de nossos rivais sem-teto e sem-Libertadores
53. Podemos rir de nossos rivais bambis
54. Com Dacunto, ou sem Dacunto, Eu ganho
55. Voltamos para a série A de forma digna, sem virada de mesa (algo inédito na época)
56. Leivinha
57. ‘Italianinhos’ que batiam nos ‘burgueses’ no começo do século
58. Defesas de Oberdan Cattani
59. Taça Savóia
60. Nosso hino magnífico
61. A festa nas arquibancadas
62. El Mago Valdívia
63. Libertadores de 99
64. A seleção brasileira só ganhou Copas quando levou jogadores do Palmeiras
65. Heitor Marcelino
66. O Palmeiras colocou os bambis para correr (literalmente) em 42
67. Valdívia mandando Bambi Ceni calar a boca
68. Palmeiras 4 x 1 Flamengo de Zico, em pleno Maraca
69. O gol do árbitro José de Assis Aragão contra o Santos
70. Os pênaltis defendidos pelo centroavante Gaúcho
71. A dinastia Imparato
72. Campeão com apenas 6 anos de vida
73. As belas torcedoras do Palmeiras
74. Arce
75. Copa do Brasil de 98, com gol no fim
76. Defesa que ninguém passa
77. Meias brancas
78. César Maluco
79. Camisa listrada de 93-97
80. Filpo Nunes
81. As duas Academias
82. Dia do Palmeiras (20/09)
83. Tsunami Verde
84. A luta contra a imprensa tendenciosa desde os primórdios
85. Bustos no clube
86. Tri Paulista em 32, 33 e 34
87. Rivaldo
88. O Jardim Suspenso
89. O gol de César Sampaio contra os bambis
90. Ser o maior ganhador de títulos no Pacaembu
91. É o único grande paulista que não usa estrelas sobre o escudo, pois não precisa de auto-afirmação (Na verdade é o único clube grande brasileiro que não usa estrelas sobre o escudo, podem conferir)
92. O Palestra morreu vencedor e o Palmeiras nasceu campeão
93. Nossa torcida nunca pára de crescer, mesmo em tempos de crise
94. Aquele gol do Alex
95. Junqueira
96. Rua Turiassu em dia de Jogo
97. São Marcos
98. Único clube brasileito a conquistar TODOS os compeonatos NACIONAIS
99. Felipão

*Esta lista foi adaptada por mim do blog Coisa Verde